Blatter, sobre denúncia de esquema ilícito: 'Tudo limpo e correto'

Acusado de ter se beneficiado de um esquema para enriquecer enquanto estava à frente da Fifa, o ex-presidente da entidade se defendeu. Em entrevista à agência "DPA", o suíço ressaltou que não houve irregularidade no processo.

- Tudo foi limpo e correto, conforme aponta meu advogado, Richard Cullen - afirmou.

Na sexta-feira, os procuradores que estão conduzindo a investigação interna sobre corrupção na Fifa divulgaram informações contidas em contratos que mostram um esquema para beneficiar três ex-dirigentes do alto escalão da entidade: o presidente Joseph Blatter, o secretário-geral Jérôme Valcke e o diretor financeiro Markus Kattner.

A evidência revela um esforço coordenado para enriquecimento próprio através de aumentos salariais, bônus da Copa do Mundo e outros incentivos totalizando mais de 79 milhões de francos suíços (R$ 286 milhões) nos últimos cinco anos.

Para o advogado do ex-mandatário da Fifa, a quantia corresponde a "compensações que recebem chefes de grandes entidades esportivas".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos