Fim de 'pôjeto'! Luxemburgo é demitido de clube chinês

O período de Vanderlei Luxemburgo no futebol chinês teve um ponto final neste domingo (noite na China). O treinador não resistiu à nova derrota do Tianjin Quanjian na Segundona Chinesa e foi demitido do comando do clube.

Sua saída foi confirmada após uma reunião com o presidente do clube, Shu Yuhui, e integrantes da diretoria. Há rumores de que o Tianjin já teria um substituto na mira.

Contratado ao final de 2015, Luxemburgo contava com reforços brasileiros, como Luís Fabiano, Geuvânio e Jadson, e jogadores da seleção da China, para tentar conduzir a equipe á elite. Porém, até o momento, a equipe não passa da oitava colocação em 12 rodadas, com quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Seu desligamento ainda não significará o fim das conversas com os dirigentes chineses rapidamente. O técnico negocia a multa rescisória pelo fim de seu contrato, avaliada em 6,7 milhões de euros (em torno de R$ 27 milhões).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos