Suspeito de envolvimento no estupro coletivo volta a treinar com o Boavista

Após ter sido solto, Lucas Perdomo Duarte, o Luquinhas, teve seu contrato com reativado com o Boavista. O jogador, apontado pela polícia como um dos suspeitos do estupro coletivo de uma menor na Zona Oeste do Rio de Janeiro, no mês passado, seguirá com o grupo do Verdão de Saquarema para o Centro de Treinamento do Artsul, em Nova Iguaçu, onde a equipe treinará nesta segunda-feira.

 

Aos 20 anos, Lucas não treina no Boavista desde o Campeonato Carioca, quando foi afastado da equipe por conta de atrasos e faltas. O clube havia suspendido o contrato do jogador, que tem vínculo até o final deste ano, quando soube da notícia de que ele poderia estar envolvido no crime que a aconteceu na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

 

Lucas havia sido preso na última quinta-feira e encaminhado ao Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Apesar disso, o meia conseguiu o alvará de soltura e foi liberado na última sexta-feira.

Em entrevista ao G1, a advogada responsável pelo caso disse que não há "provas suficientes da participação dele" no crime. No entanto, o jogador continua sob investigação da polícia. Lucas e seus advogados ainda haviam convocado uma entrevista coletiva para este domingo, mas a pedido do próprio jogador, a reunião com a imprensa foi cancelada. Questionado sobre o assunto, o meia foi econômico com as palavras:

 

- Quero retomar minha vida, jogar meu futebol - disse Lucas, ao globoesporte.com

 

O Boavista estreia na Série D do Campeonato Brasileiro no próximo dia 12. A equipe enfrenta o Audax-SP, às 11h, no Estádio Nivaldo Pereira, no Rio de Janeiro.

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos