Procuradoria do STJD quer interdição do Mané Garrincha e jogos sem torcida para Flamengo e Palmeiras

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) já engatilhou a denúncia por conta da pancadaria entre torcedores e policiais no Mané Garrincha, durante o jogo entre Flamengo e Palmeiras, pelo Brasileirão. O requerimento por punição, que será formalmente enviado até quarta-feira, vai conter um pedido de interdição do estádio de Brasília, além de cumprimento de portões fechados nas partidas de ambos os clubes.

Flamengo e Palmeiras serão enquadrados nos artigos 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), além do artigo 64 do Regulamento Geral de Competições. Ou seja, a pena máxima é dez partidas sem torcida e/ou tendo que mandar jogos longe de casa.

A confusão no interior do estádio fez com que a polícia usasse gás de pimenta, que se alastrou por todo o Mané Garrincha, atrasando o início do segundo tempo. Teve torcedor indo parar no hospital, em estado grave, depois da pancadaria.

A procuradoria do STJD já solicitou as imagens para anexar à denúncia e também usar como base para pedir punição aos clubes. O órgão vai sugerir a criação de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que os clubes signatários se comprometam a romper relações e benefícios com as organizadas, além de contribuírem para a identificação dos brigões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos