Yago é punido por 30 dias por doping, mas poderá enfrentar o Palmeiras

O técnico Tite ganhou um reforço para escalar o Corinthians no clássico contra o Palmeiras, domingo, no Allianz Parque. O zagueiro Yago, que estava suspenso preventivamente por conta de doping, foi julgado nesta segunda-feira e punido por 30 dias. Como ele já estava afastado preventivamente desde 9 de maio, ele poderá atuar no Dérbi.

O julgamento do defensor no TJD (Tribuna de Justiça Desportiva) se arrastou por quase duas horas e contou com a presença do atleta, advogados e médicos do Timão (veja como foi em tempo real).

O relator do caso votou para que Yago fosse suspenso por seis meses. Houve também outro voto para a punição por 180, mas dois auditores foram favoráveis à um mês. Como em caso de empate prevalece a pena mais branda, o defensor pegou gancho de apenas um mês.

- A via foi correta, o medicamento correto. Na minha opinião, ele tinha que ser absolvido. Não houve doping - declarou Joaquim Grava, consultor médico do Timão.

Yago foi flagrado no doping na primeira fase do Paulistão, em clássico contra o Santos. Ele fez uso da substância betametasona, que faz parte de um medicamento de ação anti-inflamatória para combater dores no joelho. Ela é proibida pelo Regulamento de Controle de Dopagem da CBF e pela WADA (Agência Mundial de Dopagem), mas apenas por via oral, intramuscular, intravenosa ou retal. No caso do corintiano, a medicação foi administrada de forma intra-articular, método permitido pela WADA.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos