Alvos de protestos no Botafogo, atletas jogaram pouco este ano

O grupo que invadiu o treino do Botafogo, nesta terça-feira, protestou contra a diretoria e cobrou empenho do grupo também pediu a saída de cinco jogadores do elenco. São eles os volantes Lucas Zen e Dierson, o lateral-esquerdo Jean e os meias Octavio e Lizio. Apesar das manifestações, tais atletas já vêm sendo muito pouco aproveitados na temporada.

 

O boliviano é o único que teve uma expectativa maior desde que chegou. Contratado para ser o camisa 10, ele marcou apenas um gol e mostrou uma dificuldade grande para se adaptar ao futebol brasileiro. Desde o Campeonato Carioca, ele vem fazendo um trabalho de fortalecimento muscular. Porém, são apenas oito partidas pelo Glorioso. Nem no banco ele ficou no último jogo.

 

Quem também não ficou no banco na última partida foi o meia Octavio, que teve um entrevero com alguns torcedores na partida contra a Juazeirense, pela Copa do Brasil. Revelado pelo Glorioso, ele nunca foi totalmente apoiado pelas arquibancadas. Tem apenas três partidas na temporada.

 

Outro que nunca viveu lua de mel com a torcida alvinegra foi Lucas Zen. O volante, que é um dos mais antigos no elenco, chegou a sair do clube. Participou de apenas dois jogos e está, atualmente, no time 2, treinando em horários alternativos.

 

O lateral-esquerdo Jean também está no time 2. Pouco conhecido da torcida, atuou apenas três vezes esse ano. Sempre em partidas em que os reservas foram escalados de início.

 

Dierson participou de cinco partidas no ano. Apesar de ter estar no elenco, principal, não é opção preferencial do técnico Ricardo Gomes. O atleta foi titular contra o Cruzeiro, há duas rodadas, mas Airton e Rodrigo Lindoso estavam lesionados. Com a chegada de Dudu Cearense, voltou para o banco.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos