Platini pode ir aos jogos da Euro. Mas não estará na estreia da França

Suspenso da presidência da Uefa, o francês Michel Platini poderá acompanhar algumas partidas da Eurocopa-2016, que começa nesta sexta-feira no Stade de France. Embora Platini não possa ser um convidado oficial dos organizadores por causa da punição imposta pela Fifa até 2021, ele não está proibido de ingressar nos estádios, segundo a carta que a mesma entidade enviou nesta quarta-feira à Uefa. O documento foi confirmado pelo atual secretário-geral da entidade, Theodore Theodoridis, durante entrevista coletiva no Stade de France. Mas o grego adiantou que no jogo de estreia - França x Romênia, nesta sexta-feira, no Stade de France - Platini não marcará presença.

- Recebemos essa informação. Não há problema da sua presença nos estádios, mas a decisão será do comitê executivo da Uefa, que irá se reunir nas próximas horas. O que adianto é que Platini não estará na abertura do torneio - disse Theodoridis.

O francês Jacques Lambert, presidente da EURO-2016, também presente na coletiva, já havia lembrado que a competição teve toda a sua gestação capitaneada por Platini e que seria uma questão de justiça o presidente afastado poder ver o resultado do seu trabalho ao vivo "nem que tivesse de comprar ingresso".

Platini está banido do futebol até 2021, em razão ter recebido em 2011, R$ 8 milhões por um trabalho de consultoria que fez para a Fifa onze anos antes e nunca confirmado. Pelo mesmo motivo Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, também está banido pelo mesmo período.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos