Veja quais são as grandes promessas da Eurocopa deste ano na França

Toda grande competição de seleção termina com algumas revelações. Algumas vezes já se espera muito deles, mesmo sendo garotos, e em outras vezes, acabam se destacando sem ter tanta expectativa em cima deles. Veja aqui algumas potenciais promessas da Eurocopa deste ano, que começa na sexta-feira.

A França, seleção da casa, tem pelo menos dois jogadores que se encaixam nesse quesito. Hoje com 20 anos, Martial chegou na última temporada ao Manchester United, e segundo o próprio técnico Louis van Gaal, apenas o seu sucessor iria aproveitar o talento do ex-atacante do Monaco. Porém, o garoto brilhou e fez 20 gols na temporada.

Ainda mais jovem, Coman é cria do PSG, pertence à Juventus e jogou a última temporada emprestado ao Bayern de Munique. Teve moral com Pep Guardiola e foi bem. Deve ter boas chances na Eurocopa. Completa 20 anos na segunda-feira que vem.

A seleção da Suíça também tem uma boa promessa. O jovem atacante Embolo, de 19 anos, é uma das grandes promessas do Basel. Tem ainda menos espaço que outros jogadores de frente, como Seferovic, Mehmedi e Derdiyok, mas pode entrar em alguns jogos.

A Inglaterra tem duas sensações. Ambas saindo de Manchester. Mesmo com apenas 21 anos, Sterling já tem status de astro. Foi vendido do Liverpool para o Manchester City por 44 milhões de libras (R$ 220 milhões). É fundamental na boa geração do English Team.

Com apenas 18 anos, Rashford começou "do nada" no Manchester United, e desandou a fazer gol. No total, marcou oito vezes apenas em 2016. Estreou na seleção e precisou de poucos minutos para abrir o placar. Roy Hodgson ainda não queria levá-lo, mas outros jogadores da posição se machucaram e ele se deu bem.

A Alemanha também tem duas promessas de rivais. O meia Weigl, de 20 anos, já tem sido um jogador importante para o Borussia Dortmund e pode crescer na competição. O atacante Leroy Sané, também de 20, tem se destacado pelo Schalke 04 e pode ter até mais oportunidades, por causa da concorrência menor em seu setor.

Também com 20 anos, o meio-campo Kovalenko é uma das grandes esperanças para o futuro da Ucrânia. Joia do Shakhtar Donetsk, foi o artilheiro do Mundial Sub-20 do ano passado com cinco gols.

A Espanha tem poucos jogadores abaixo dos 23 anos. E com 21 ou menos, apenas um. O lateral-direito Bellerín. Cria do Barcelona, o garoto fez uma boa temporada pelo Arsenal e disputa posição com Juanfran.

Origi, de 21 anos, já esteve em situação semelhante, de ser potencial surpresa. E foi. Convocado para a Copa do Mundo de última hora, após a lesão de Benteke, acabou fazendo um torneio melhor que o mais badalado Lukaku. Foi vendido ao Liverpool, e vivia bom momento até sofrer grave lesão. Mas já está recuperado e vai à Euro.

O astro da Suécia está lá na frente e tem 34 anos. Mas além de Ibrahimovic, o jovem Lindelöf é outro a ser observado. O jovem do Benfica foi lançado nesta temporada no Encarnado e foi fundamental na conquista do Campeonato Português. Tem apenas 21 anos.

Para fechar, um companheiro de Lindelöf no Encarnado. Renato Sanches é uma das grandes sensações na Europa. Entrou no time mais ou menos ao mesmo tempo do zagueiro sueco, estourou rapidamente. Tem apenas 18 anos e já foi vendido para o Bayern de Munique por 35 milhões de euros (R$ 140 milhões).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos