Agora vai? 'Geração de ouro' da Bélgica entra na Euro como favorita

O bom momento da Bélgica durante a fase classificatória da Eurocopa deu à seleção o direito de ser uma das cabeças de chave do torneio. No entanto, o sorteio não foi camarada com os belgas, que terão pela frente Itália, Suécia e Irlanda no grupo E. Apesar dos confrontos complicados, será um verdadeiro teste para a equipe de Marc Wilmots, comandante da 'geração de ouro' do país.

A Bélgica vive, de fato, um momento único. A equipe foi líder do ranking da Fifa por alguns meses pela primeira vez em sua história, perdendo o posto para a Argentina somente em abril deste ano. De quebra, tem um elenco recheado de jovens jogadores, titulares em seus clubes na Europa, ávidos para se tornarem protagonistas também na seleção.

Para muitos especialistas, a atual geração belga é a melhor de todos os tempos. Nomes como Hazard, Courtois, De Bruyne, Fellaini, Lukaku, Witsel e Nainggolan são alguns dos jogadores que integram essa seleção promissora (que não terá o capitão Kompany, do Manchester City, que ficou fora por estar lesionado), mas que conseguiu o feito de liderar um importante ranking sem ter conseguido nenhum título. A maioria dos atletas tem menos de 30 anos, o que pode garantir a longevidade deste grupo. A melhor participação em um Mundial foi em 1986, quando ficou em quarto lugar.

Na última Copa do Mundo, o time treinado por Marc Wilmots apareceu como uma das sensações do torneio e era esperada uma campanha condizente com as expectativas criadas em torno do elenco. Na fase de grupos, foram três vitórias com placar apertado (2 a 1 na Argélia, 1 a 0 na Rússia e 1 a 0 na Coreia do Sul). Os EUA foram os adversários nas oitavas, e novo triunfo por 2 a 1. Nas quartas, a Bélgica sucumbiu à força e tradição da Argentina e foi eliminada.

A queda na Copa do Mundo, no entanto, não tirou o brilho da Bélgica. A 'geração de ouro', como a seleção é chamada, manteve-se como uma das principais da Europa e conquistou a vaga na Eurocopa sem sustos, mas com País de Gales na cola. O time que encarou Israel, no derradeiro jogo das Eliminatórias, é praticamente o mesmo que esteve no Mundial, com algumas mudanças pontuais no banco de reservas.

Mais experiente, é a hora da seleção mostrar protagonismo diante dos rivais do continente e conquistar seu primeiro título no futebol (sem contar a medalha de ouro nas Olimpíadas de 1920). No entanto, contra os jovens promissores pesa a falta de tradição em torneios de grande porte, como a Eurocopa. E os belgas vão encarar equipes calejadas, como Alemanha, França, Itália e Inglaterra durante o torneio.

VEJA O ELENCO DA BÉLGICA PARA A EUROCOPA

GOLEIROS: Courtois (Chelsea), Mignolet (Liverpool) e Gillet (Mechelen).

DEFENSORES: Alderweireld e Vertonghen (Tottenham), Vermaelen (Barcelona), Denayer (Galatasaray), Meunier (Club Brugge), Kabasele (Genk), Jordan Lukaku (Oostende) e Ciman (Montreal Impact).

MEIAS: Nainggolan (Roma), Witsel (Zenit), De Bruyne (Manchester City), Fellaini (Manchester United), Hazard (Chelsea), Dembélé (Tottenham) e Ferreira-Carrasco (Atlético de Madrid).

ATACANTES: Lukaku (Everton), Mertens (Napoli), Origi e Benteke (Liverpool) e Batshuayi (Olympique de Marselha).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos