Ex-desafiante se diz surpreso por UFC negar chance ao título para Demian

Com cinco vitórias consecutivas na divisão dos meio-médios, Demian Maia esperava ter uma chance pelo cinturão, após finalizar Jake Shields, em sua última luta, pelo UFC 198.

No entanto, a organização americana não atendeu aos apelos do paulista e escalou Tyron Woodley para disputar o cinturão contra o campeão Robbie Lawler em 30 de julho, nos EUA.

Ex-desafiante e número um no ranking, Rory MacDonald se disse surpreso com a escolha do desafiante americano, por pensar que o brasileiro já fez o necessário para disputar o título da categoria.

- Achei que o UFC ia dar isso ao Demian Maia, fiquei um pouco surpreso terem dado para o Woodley. Às vezes não é o cara certo que consegue. Eles nem sempre colocam o número 1. É um esporte diferente. Todos pensam que vão ser o próximo cara, por ser o próximo na lista, mas Woodley é um bom desafio. Não estou dizendo que não é uma boa luta. Apenas esperava que fosse o Demian, pelo seu sucesso - disse o atleta, ao site MMA Junkie.

Rory MacDonald disputou o cinturão em julho do ano passado e acabou nocauteado por Lawler no quinto round, em uma batalha épica. O canadense agora tem compromisso marcado contra Stephen Thompson, no próximo dia 18. Já Demian Maia segue sem combate marcado no Ultimate.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos