Filho de Pelé, Edinho fala de novo desafio no Água Santa e prisão

Novo treinador do Água Santa, Edinho, filho de Pelé, afirmou que pretende utilizar toda a experiência que adquiriu como auxiliar-técnico do Santos para reestruturar a equipe de Diadema.

Apesar da nova oportunidade como técnico (Edinho comandou o Mogi Mirim por apenas quatro jogos em 2015) ele ainda guarda mágoas por ser lembrado constantemente pelos noticiários policias.

- Foi terrível passar por aquilo ali sem merecer. Não sou santo, não sou nenhum ingênuo, porém fui acusado de coisas que eu não fiz. Não admito e não vou assumir o que não fiz - revelou o ex-goleiro em um trecho divulgado pela "Record" do programa "Esporte Fantástico", que levará a matéria com Edinho ao ar neste sábado.

Edinho foi acusado por lavagem de dinheiro, relacionado ao tráfico de drogas, e já teve diversas passagens pela polícia. Atualmente, ele recorre a uma condenação num processo que segue sigiloso.

Edinho, que cumpriu uma de suas penas na Penitenciária de Presidente Venceslau, relembrou ao programa como foi este período.

- Era um Inferno pra todos que estavam ali. É uma realidade dura por ser privado da liberdade e o dia a dia é muito doído. Evidente que cada um tem sua história de vida, um preço a pagar, mas o que tornou mais difícil minha questão é que não merecia estar ali - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos