Justiça alemã cobra cerca de R$ 4 milhões de Breno por incêndio

A vida de Breno segue repleta de obstáculos. Depois de mais uma vez passar por cirurgia no joelho direito no mês passado, o zagueiro do São Paulo agora voltou à mira da Justiça alemã. Segundo publicou o jornal Folha de S. Paulo, o ministério público de Munique cobra cerca de R$ 4 milhões, referentes ao seguro da casa que o defensor incendiou em 2011.

O valor ainda envolve honorários de advogados e reparos na residência em que o zagueiro vivia nos tempos de Bayern de Munique e Nuremberg. A Justiça tem enviado cartas para notificar Breno, que, segundo a Folha, alega não ter condições financeiras de pagar a dívida com os salários estimados em R$ 80 mil, pagos pelo São Paulo desde junho do ano passado.

Por ter incendiado a própria casa, durante crise de depressão e vício em bebidas alcoólicas, Breno passou três anos e nove meses preso na Alemanha. O beque só conseguiu liberação em dezembro de 2014, quando foi recebido pelo Tricolor, que garantiu contrato e auxílio financeiro e judicial desde 2012. Foram oito meses somente de treinos até a volta definitiva aos gramados.

Da estreia em clássico com o Corinthians, em agosto de 2015, até o início deste ano, o zagueiro conviveu com lesões musculares frequentes e problemas crônicos no joelho direito. Depois de uma artroscopia não resolver o caso, o clube paulista decidiu partir para uma cirurgia mais delicada para reconstruir o ligamento cruzado do atleta de 26 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos