De Gea e atacante do Athletic estão envolvidos em escândalo sexual

Goleiro do Manchester United e da seleção espanhola, David de Gea e Iker Muniain, atacante do Athletic Bilbao, estão associados a um caso de prostituição e abuso sexual, em 2012. A informação é desta sexta-feira do jornal espanhol "El Diario".

Em abril de 2015, o escândalo conduziu à prisão de Inácio Allende Fernández, o Torbe - empresário do ramo da pornografia. O motivo da prisão se deu por delitos como tráfico de pessoas para exploração sexual, agressão sexual, pornografia infantil, extorsão, entre outros.

De acordo o diário, uma testemunha, protegida no âmbito do inquérito contra o empresário Torbe pela Brigada Central contra o Tráfico de Seres Humanos, da Polícia Nacional espanhola, relatou um episódio de abusos em que participaram De Gea e Muniain, em 2012, num hotel cinco estrelas em Madri.

O relato da testemunha está incorporado na Operação Universal, que acusa o proprietário de um site de conteúdo sexual de ser o cabeça de uma rede de prostituição que abusava de mulheres espanholas e de outros países. Algumas delas eram menores de idade.

- Mulheres foram abusadas sexualmente e, se negassem algo, eram agredidas fisicamente. depois de acabar com os desejos sexuais de ambos os jogadores, estes fizeram ameaças para que o que aconteceu naquele quarto de hotel nunca viesse a público - informou uma fonte policial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos