'Calleridependência' termina e São Paulo tem ataque democrático

  • CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Ytalo fez um dos gols do São Paulo na ausência de Calleri

    Ytalo fez um dos gols do São Paulo na ausência de Calleri

Edgardo Bauza pode até pensar que "meio a zero" soma os mesmos três pontos do que uma goleada no Campeonato Brasileiro. Mas o fato é que o São Paulo tem sentido falta da precisão de seu artilheiro na temporada. E é por isso que o retorno de Calleri ao time titular, às 21h deste sábado, contra o Atlético-PR, é tão aguardado no Morumbi.

- Mesmo fora das partidas, acompanhei o time. Meus companheiros fizeram um grande trabalho e os números mostram isso, porque estamos próximos da liderança. Temos dez pontos, o primeiro colocado tem 13. Então isso mostra que temos condições de brigar pela ponta da tabela. Estou com muita vontade para tentar ajudar e jogar novamente - destacou o argentino, ao site do clube.

Jony participou de apenas uma rodada das seis já disputadas no Brasileirão. No período, o time paulista marcou somente cinco gols, todos com autores diferentes. Uma artilharia democrática na Série A foi a solução diante da ausência por quatro partidas - por lesão e viagem à Europa para tirar passaporte italiano - e do jejum de gols de Calleri. O camisa 12 não marca desde 21 de abril, quando garantiu o 1 a 1 com o The Strongest (BOL) em La Paz e a vaga do time nas oitavas de final da Copa Libertadores da América.

- Tive que resolver algumas questões pessoais, mas isso já tinha sido combinado com a diretoria e comissão técnica desde a minha contratação. Agora estou com muita gana para jogar outra vez e tentar ajudar a equipe. Quero muito poder atuar no Morumbi de novo e rever a torcida, que sempre nos apoia. Estou motivado e com vontade, porque nossa equipe vive grande momento e todo atleta quer fazer parte - exaltou.

Na prática, a seca de gols de Calleri dura somente quatro partidas - três na Libertadores e uma no Brasileirão -, mas já foi suficiente para enfraquecer o monopólio de gols no São Paulo. Jony agora é responsável por pouco mais de 25% dos tentos do Tricolor em 2016, marca que já foi de mais de 30%. E a lista de artilheiros da equipe no temporada, que contava somente com 11 jogadores, passou a ter 15 integrantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos