Cuca minimiza influência do 12 de junho no Dérbi: 'Bom para o torcedor'

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Palmeiras acabou com fila de títulos em um 12 de junho. Cuca minimizou data

    Palmeiras acabou com fila de títulos em um 12 de junho. Cuca minimizou data

Depois de 23 anos, Palmeiras e Corinthians voltam a se enfrentar no dia 12 de junho. Em 1993, o Verdão encerrou uma fila de 16 anos sem conquistas em cima do maior rival no Campeonato Paulista e por conta disto os palmeirenses têm citado muito o histórico 4 a 0. Cuca, por sua vez, diz que este tipo de lembrança serve mais para a torcida.

- Eu estava no Santos (no 12 de junho de 1993), mas não ajuda nada (risos). Pode ter certeza que se largar o 12 de junho dentro do campo ele não dá um chute. Isso é bom para o torcedor, quem tem superstição, que não é meu caso - completou, brincando, o treinador.

O Palmeiras venceu naquele 12 de junho apenas meses depois da saída de Cuca do Verdão. O então meia jogou no segundo semestre de 1992 no Palmeiras e foi no ano seguinte para o Santos. Até aquela conquista de 1993, o Alviverde não era campeão desde 1976. O técnico lembra bem do jejum.

- Era ruim, lembro até as músicas da torcida adversária. Eles cantavam do 1 até o 17. Ainda bem que acabou. Claro que incomodava, como incomodou o Corinthians até 1977 - acrescentou o comandante, citando o fim da fila de 23 anos do rival, na década de 70.

O jogo deste domingo coloca frente a frente dois dos melhores do time do Brasileirão. O Corinthians lidera o campeonato com 13 pontos, e o Verdão vem na quarta colocação, com um ponto a menos. Um novo triunfo diante do maior rival pode dar ao Palmeiras a ponta do Nacional, jogando apenas com a torcida ao seu favor. Com Cuca, são quatro partidas na arena, 12 gols marcados e nenhum sofrido. Por isso, o dono da casa é favorito? O técnico não considera.

- Fomos bem, fizemos bons jogos, não tomamos gols, mas isso não joga. A história é bonita, invicto há tanto tempo, não vence há tanto... O Palmeiras não vencia o Corinthians há muito tempo (21 anos) no Pacaembu. Venceu. Os tabus existem, mas um dia eles caem, é normal. A gente se prepara para o jogo. Muitos jogadores, se você for perguntar de 12 de junho, vão pensar que é só o Dia dos Namorados. Poucos sabem que o Palmeiras foi campeão em 93 - falou.

- Se o teu momento é ruim, você ganha um clássico e as coisas tendem a melhorar. Quando não ganha, você tem que ser um administrador. É a nossa função. A gente prepara nosso time para vencer, mas lá dentro tem um adversário tão grande quanto você e tudo pode acontecer - encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos