Trezeguet monta seleção ideal da Euro com Cristiano Ronaldo e Zidane

A seleção da França, anfitriã da Eurocopa 2016, estreou com vitória por 2 a 1 sobre a Romênia, com gols de Giroud e Payet. Neste sábado, mais três jogos completam a primeira rodada dos grupos A e B. Quais serão os destaques desta edição? Alguns nomes são candidatos, mas será que algum jogador será capaz de fazer história? Em entrevista para a Uefa, o ex-jogador Trezeguet fez sua seleção dos sonhos do torneio.

Campeão com a França em 2000, inclusive marcando gol do título na prorrogação, Trezeguet escalou alguns ex-companheiros daquele time e também adversário da final, como Maldini. Além disso, o ex-atacante colocou alguns ex-companheiros de clube, como Buffon e Nedved.

Goleiro: Buffon

- Um amigo e um jogador que mantém o alto nível há muitos anos. É um goleiro cuja história no futebol é única.

Lateral-Direito: Thuram

- Um jogador disciplinado com capacidades físicas excepcionais, seu desejo e entusiasmo foram significativos. Ele era um jogador de primeira classe.

Lateral-Esquerdo: Maldini

- Joguei contra ele quando estava na seleção da Itália e também no Milan. Ele era psicologicamente muito forte e sabia jogar com os dois pés.

Zagueiro: Blanc

- Um amigo com habilidades técnicas únicas. Ele conversava muito e estava sempre muito confiante, sempre disponível para seus companheiros. Ele fez história com a seleção francesa.

Zagueiro: Puyol

- Um jogador completo, muito rápido e firme. Um vencedor que também fez história com o Barcelona.

Meia: Pirlo

- Elegante, sabe jogar com as duas pernas. com habilidade de ler a partida.

Meia: Nedved

-Ganhador do Bola de Ouro e companheiro que me ajudou muito; É preciso se preocupar com ele, pois tem um espírito de vencedor, que dá tudo de si em todos os jogos. Seu pé esquerdo foi de tirar o fôlego, mesmo ele sendo um jogador destro. Podia jogar contra qualquer adversário.

Meia: Platini

- Na Copa do Mundo de 1986, Platini foi o símbolo da França. Para mim, ele era um cavalheiro.

Meia: Zidane

- Ele era mágico, um jogador de nível mundial - completo, em todos os sentidos: mental, físico, técnico - e é outro que fez história.

Atacante: Henry

- Estive com ele no Monaco e na seleção francesa. Ele era um jogador com todos as habilidades e sempre foi um exemplo para os jovens.

Atacante: Cristiano Ronaldo

- Ele já ganhou quase todos os títulos, mas suas ambições ainda são altas. Um exemplo de profissionalismo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos