Euro: Tribunal pune brigões ingleses com dois e três meses de cadeia

Os dois primeiros arruaceiros que participaram da violenta briga entre ingleses e russos nas ruas de Marselha pouco antes do encontro entre as duas seleções no sábado passado, pela Eurocopa-2016 foram condenados no fim da manhã desta segunda-feira pelo Tribunal Criminal de Marselha.

O inglês Ian Hepworth, psiquiatra de 41 anos, ficará preso em regime fechado por três meses e em seguida passa a cumprir uma proibição de entrar na França por três anos. Outro inglê, o chef de cozinha Alexander Booth, de 20 anos, recebeu pena um pouco menos. Dois meses de prisão e dois anos proibido de ingressar na França.

A briga entre ingleses e russos resultou em 35 feridos, sendo quatro deles em estado grave, foi a maior envolvendo torcedores nestes primeiros dias de euro. Também ocorreram incidentes em Nice entre franceses e norte-irlandeses causaram ferimentos em sete britânicos, Em Lille alemães se envolveram em brigas com ucranianos.

As brigas nos três primeiros dias de jogos da Euro levaram o Ministério do Interior da França a decretar a proibição de bebidas alcoólicas na região dos jogos e das Fan Zones - locais onde torcedores sem ingressos acompanham as partidas - além do perímetro das ruas em tornos dos locais e das estações de transportes. Quaisquer bebidas em garrafas de vidro também estão proibidas, pois as garrafas têm sido usadas como as principais armas nas brigas.

Já a Uefa, buscando pressionar as federações dos países que possuem torcedores baderneiros, fez uma ameaça: caso ocorram novos distúrbios envolvendo russos ou ingleses, as seleções destes países poderão ser desclassificados da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos