Blatter revela e explica o uso de bolinhas quentes e frias em sorteios

Banido de atividades ligadas ao futebol, Joseph Blatter deu polêmicas declarações numa entrevista ao jornal argentino "La Nacion". Como diz o diário, o "mito se tornou realidade", já que o ex-presidente da Fifa afirmou que existe o uso de bolas quentes e frias em sorteios antes de competições.

À reportagem, Blatter disse, no entanto, que, este tipo de caso nunca ocorreu durante a gestão dele, que assumiu ter sido testemunha, na entidade máxima do futebol.

- Claro que é tecnicamente possível. Não existe na Fifa, mas fui testemunha de sorteios, a nível europeu (responsabilidade da Uefa), em que isso aconteceu. Mas nunca na Fifa. Claro que pode acontecer, mas no meu caso jamais aconteceu. Jamais - disse.

Joseph Blatter explicou ainda como funciona o esquema feito para diferenciar as bolinhas no momento do sorteio.

- As bolinhas são colocadas antes na geladeira. A mera comparação entre umas e outras com o toque determina as bolas frias e quentes. Quando tocamos, sabemos o que é - revelou o ex-mandatário.

Blatter é acusado de ter se beneficiado de um esquema para enriquecer enquanto estava à frente da Fifa ao ter recebido, em 2011, R$ 8 milhões por um trabalho de consultoria que fez para a entidade, onze anos antes e nunca confirmado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos