Carille diz que Corinthians não sentiu falta de Tite e não quer ser efetivado

Técnico interino do Corinthians, o auxiliar Fábio Carille disse que a equipe não sentiu a ausência de Tite na derrota por 1 a 0 para o Fluminense, nesta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Segundo ele, o Timão não jogou mal, mesmo tendo ficado com um jogador a menos em boa parte do segundo tempo aós a expulsão de Yago.

- Eu sinceramente achei que sentiríamos hoje, mas não sentiu, teve flutuação nas beiradas, criação de situações. Esperava que fosse ser abaixo pela situação do Tite, mas gostei do que vi - declarou.

- Mesmo com um jogador a menos gostei da postura da equipe, rodou a bola, fez triangulações. No nosso primeiro tempo eu gostei muito, porque não demos chances ao Fluminense. Depois, mesmo com um a menos, conseguimos jogar - completou.

O auxiliar, que está no Corinthians desde 2009, prometeu manter a filosofia de trabalho de Tite até a chegada de um novo comandante para a equipe. Ele, no entanto, rechaçou a possibilidade de ser efetivado. Pelo menos por enquanto.

- Sempre deixei claro que quero ser treinador, mas tenho certeza que não é o momento. Substituir uma referência é algo forte. Tenho vontade, mas sei que não é o momento por ser jovem - afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos