Primeiro título da Libertadores do São Paulo completa 24 anos

  • Daniel Luna/AFP

    Jogadores do São Paulo em ação contra o Newell's Old Boys na final da Libertadores

    Jogadores do São Paulo em ação contra o Newell's Old Boys na final da Libertadores

O dia 17 de junho é especial para o São Paulo. Há exatos 24 anos, o clube conquistava o seu primeiro título da Copa Libertadores. O caneco veio após vitória nos pênaltis sobre o argentino Newell's Old Boys, consagrando o goleiro Zetti, que pegou a cobrança de Gamboa.

Na partida no Morumbi para mais de 100 mil pessoas, o São Paulo devolveu o placar da ida com gol de Raí, de pênalti. A vitória por 1 a 0 levou a decisão para os pênaltis e o capitão e camisa 10 voltou a brilhar. Raí fez o seu, assim como o lateral-esquerdo Ivan e o direito, Cafu. Ronaldão perdeu, mas foi salvo por Zetti, Berrizo, que bateu na trave, e Mendoza, que chutou por cima.

No histórico duelo, o São Paulo bateu três grandes treinadores argentinos atualmente. Na época, o Newell's era comandado por Marcelo Bielsa, um dos maiores ídolos da história do clube e que dá nome ao estádio do time da cidade de Rosario. Atual comandante do Tottenham, vice-campeão inglês, Maurício Pochettino era zagueiro do time de 1992. E, por fim, Tata Martino, que dirige a seleção argentina, estava no meio de campo. Sem contar Alfred Berti, atual treinador do Newell's.

Recentemente, Pocchettino falou sobre a final e disse ter sido uma das mais valiosas experiências de sua carreira duelar com o Morumbi abarrotado de gente. Mas feliz mesmo ficou Edgardo Bauza, atual téncico do São Paulo. Bauza é ídolo do Rosario Central, o eterno rival do Newell's e já declarou que torceu muito para o Tricolor naquela noite histórica.

O título abriu caminho para o São Paulo conquistar o Mundial contra o Barcelona (ESP) de Guardiola no fim do ano e repetir a mesma façanha no ano seguinte, sendo bi da Libertadores e do Mundial. Consagrou o técnico Telê Santana, que acabou de vez com a sina de pé frio que possuía até então.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO (3)1X0(2) NEWELL'S OLD BOYS

Data: 17/6/1992

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Púlbico e renda: 105.185 pagantes, mais de 115 presentes / Cr$ 1.072.490.000,00

Árbitro: José Joaquín Torres Cadenas (Colômbia)

Auxiliares: Jorge Zuluaga (Colômbia) e John Redón (Colômbia)

Gol: Raí (pênalti), aos 22'/2ºT

Nos pênaltis: Raí, Ivan, Cafu (SPO); Zamora, Llop (NEW)

São Paulo: Zetti, Cafu, Antônio Carlos, Ronaldão e Ivan; Adílson, Pintado e Raí (capitão); Muller (Macedo), Palhinha e Elivélton. Técnico: Telê Santana.

Gol: Raí (pênalti), 22'/2

Newell's Old Boys: Scoponi, Saldaña, Gamboa (capitão), Pocchettino e Berizzo; Llop, Berti e Martino (Domizzi); Zamora, Lunari e Mendoza. Técnico: Marcelo Bielsa.

 

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos