Uefa abre processo contra a Croácia. Seleção reprova ação de torcedores

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, a Uefa se compromete a abrir um processo disciplinar contra a Croácia após receber a súmula da partida entre a seleção xadrez e a República Tcheca, em Saint-Étiene, pelo Grupo D da Eurocopa. O jogo terminou empatado em 2 a 2.

Próximo do fim do jogo, a torcida da Croácia atirou sinalizadores em campo, atrás do gol de Cech, da República Tcheca. No mesmo momento, além das tochas, uma bomba quase atinge um funcionário da Uefa.

Os próprios croatas condenaram a ação da torcida.

- Não são nossos torcedores. São vândalos. O que fizeram foi um ato terrorista - disse o técnico da seleção Ante Cacic.

Já o volante Rakitic demonstrou um certo abatimento com o episódio.

- Talvez, vamos ter que voltar para casa mais cedo. Não é por acaso que jogamos muitas vezes com portões fechados antes desta Eurocopa - destacou o jogador do Barcelona.

Antes desta sexta-feira, a Uefa já tinha um outro processo disciplinar contra a Croácia. Tudo porque na estreia da seleção na Eurocopa, contra a Turquia, um torcedor invadiu o campo para abraçar o volante Modric.

A Croácia está na segunda colocação do Grupo D, com quatro pontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos