Vale a 'lei de Guardiola' no BR? Veja a posição dos campeões após 8 jogos

"O título se ganha nas últimas oito rodadas e se perde nas oito primeiras". A receita para vencer um campeonato de pontos corridos em 20 jogos é de Pep Guardiola, contada pelo jornalista Martí Perarnau, no livro "Guardiola Confidencial". Será que ela vale para o Campeonato Brasileiro? Ao menos para a largada, é possível dizer que sim ao olhar o desempenho dos campeões desde 2006, quando o torneio passou a ser disputado por 20 clubes no Brasil.

Se por um lado apenas dois dos dez campeões eram líderes após oito rodadas (Cruzeiro, em 2014, e Corinthians, em 2011), por outro todas as equipes que ficaram com o título estavam do sétimo lugar para cima, próximas dos líderes.

A maior distância após oito jogos foi de Flamengo (2009) e São Paulo (2008), que estavam a seis pontos do primeiro colocado depois de oito rodadas. Nenhuma vez os clubes da oitava colocação para baixo reagiram a ponto de terminar a temporada com a taça de campeão brasileiro. Ser líder a esta altura, no entanto, pouco significou na história do campeonato: Sport (2015), Botafogo (2013 e 2007), Atlético-MG (2012 e 2009), Corinthians (2010), Flamengo (2008) e Fluminense (2006) lideraram e não terminaram campeões.

Seguindo a "lógica de Guardiola" e a escrita do Brasileirão, Internacional (19 pontos), Palmeiras (16), Grêmio (15), Santos (13), Corinthians (13), São Paulo (13) e Flamengo (13), os sete primeiros colocados após oito jogos, já são os favoritos de 2016. Será mesmo?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos