Livre no mercado, Leandro Damião entra na mira do Flamengo

  • Dudu Macedo / Fotoarena

O Flamengo negocia na surdina um importante reforço para a sequência do Campeonato Brasileiro e a disputa da Copa Sul-Americana. Trata-se do centroavante Leandro Damião, de 26 anos. O jogador tem caminho livre para assinar com quem quiser e tem interesse em vestir a camisa do Mengão.

 

Damião retornou do Betis (ESP) e, apesar de ter contrato com o Santos, possui liberdade para definir seu destino. No acordo com o clube paulista, ele fica livre para fechar com quem quiser desde que seu salário seja bancado por quem adquirí-lo. É o que o Flamengo precisa acertar.

 

A possibilidade maior, caso o Rubro-Negro avance nas tratativas, é que Damião seja contratado por empréstimo. A diretoria do clube carioca, no entanto, nega e diz que trata-se apenas de uma especulação.

 

O jogador entrou na Justiça contra o Santos em 2015 e este ano as partes entraram em acordo, da seguinte forma: o clube paulista paga a ele em parcelas o que deixou de pagar no ano passado e dá 18 meses de "liberdade" pra ele jogar onde quiser. Depois desses 18 meses, se o clube interessado não pagar um valor "x", o contrato dele volta a valer com o Santos. Mas ele não volta ao clube, só volta a valer pra ele procurar outro destino.

A diretoria do Flamengo entende que é preciso contratar um jogador para substituir Paolo Guerrero, pelo fato de contar apenas com o jovem Vizeu, de 20 anos. No entanto, a possível chegada de Leandro Damião poderia culminar na saída do peruano, já que no clube o reforço cogitado é visto como de primeira linha, com condições de ser titular.

Damião despontou pelo Internacional em 2010, quando marcou um gol na final da Libertadores, conquistada pelos gaúchos. Ganhou projeção e chegou à Seleção Brasileira. Foi titular em parte da Olimpíada de Londres, em 2012, na conquista da medalha de prata. Depois, no entanto, caiu de produção e não conseguiu render no Santos, no Cruzeiro, tampouco no Betis.

Já Guerrero, por sua vez, adiou seu retorno ao clube depois da disputa da Copa América. A representação dele estava previsto para esta segunda-feira, mas ele pediu para voltar aos treinos nesta terça, quando é aguardado pela comissão técnica.

Contratado ano passado a peso de ouro do Corinthians, nunca rendeu o esperado, apesar de a diretoria vê-lo como ídolo. Em 41 jogos, marcou 13 gols, nove este ano, em 23 jogos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos