Montenegro critica atual diretoria: 'Bem intencionados, mas amadores'

O início ruim de Campeonato Brasileiro do Botafogo tem rendido críticas a atual diretoria. Nesta segunda-feira, foi a vez do ex-presidente Carlos Augusto Montenegro se manifestar. Ele até admitiu que o trabalho feito dentro do clube é bem intencionado, mas lembrou do amadorismo por parte de certos membros da cúpula alvinegra, lembrando que o início decepcionante de Brasileiro acaba chateando o torcedor do Botafogo:

 

- Realmente, é um início de Brasileiro que deixa toda botafoguense apreensivo e triste. Tem determinadas coisas que mostram que o Botafogo está bem amador. E aí o problema não é só de dinheiro... é de amadorismo mesmo, em determinadas áreas importantes do futebol. São todas pessoas sérias, bem intencionadas, mas infelizmente são bem amadores - disse à Rádio Brasil.

 

O ex-mandatário - que foi presidente do Alvinegro entre 1994 e 1996 - também atacou a ineficácia nas contratações por parte da gestão de Carlos Eduardo Pereira. Ele citou a enorme quantidade de jogadores oferecidos ao Botafogo no início do ano e recusados por quaisquer motivos e lembrou do número alto de atletas do elenco atual:

 

- Desde o início do ano era sabido que o Botafogo precisava de um número 9 e um número 10 que fizessem a ligação. Vários jogadores estavam à disposição no início do ano, como André Lima, Rafael Moura, Kieza e até o Grafite, no ano passado. E sempre foram vetados. Esse está bichado, o outro é caro.. e ficou sem centroavante. Outro erro é que está com quase 40 jogadores no elenco. Tem alguns jovens que não tem condições de estar no Botafogo. Jogador ruim, se fica, acaba jogando - concluiu o ex-presidente alvinegro, que ainda é figura importante dentro da política atual do clube.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos