Após assalto à atleta australiana, Paes lamenta e diz: 'É inaceitável'

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, comentou o caso do assalto à mão armada à campeã paraolímpica Liesl Tesch. Ele lamentou o ocorrido e se desculpou. O Comitê Olímpico australiano pediu um reforço na segurança do país.

- Lamento que isso tenha acontecido. É inaceitável, não só com ela, mas qualquer cidadão. Sabemos dos desafios pelos quais o Rio passa na segurança. Durante os Jogos, isso será melhor. Eu gostaria que já estivesse hoje e continuasse depois, mas não posso garantir - disse Paes.

A velejadora e jogadora de basquete paralímpica relatou que o assalto aconteceu na manhã do último domingo (19) enquanto passeava no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, com uma pessoa da equipe. As duas tiveram suas bicicletas roubadas. Ela ainda acrescentou que algumas pessoas viram a cena e nada fizeram.

- Ainda não recebi nenhuma carta do Comitê Olímpico australiano ou do Comitê Organizador, mas tenho uma ótima relação com eles. Só posso me desculpar com a atleta em nome da cidade do Rio de Janeiro. Não dá para dizer que é responsabilidade do governo estadual. Tenho de matar no peito e responder - comentou o prefeito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos