Di María treina e deve jogar a final da Copa América pela Argentina

A cada dia, a volta de Di María à Argentina para a decisão da Copa América Centenário diante do Chile, às 21h de domingo, em Nova Jersey, fica mais perto de acontecer. Nesta quinta-feira, o meia do PSG participou pela segunda vez seguida da atividade com os jogadores e mostrou estar recuperado de lesão muscular sofrida contra o Panamá, pela segunda rodada da fase de grupo.

O problema de Di María ocorreu no dia 10 de junho. O jogador já vem se recondicionando fisicamente e poderia atuar contra os Estados Unidos na semifinal. Mas o técnico Tata Martino preferiu preservá-lo, uma vez que a Argentina goleou os norte-americanos por 4 a 0.

O lateral-esquerdo Rojo treinou em separado após sofrer uma sobrecarga muscular contra os EUA e segue como dúvida. Quem também trabalhou de forma diferenciada foram os meias Gaitán e Pastore. Mas a dupla é reserva e deve ficar como opção no banco de reservas. Já Lavezzi, que fraturou o braço contra os norte-americanos, e o volante Augusto Fernández, com problema muscular, são desfalques certos.

Di María deve voltar ao time no lugar do próprio Lavezzi. Já Augusto Fernández deve ser substituído por Biglia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos