Jones: 'Ódio por Cormier diminuiu, mas ainda quero chutar seu traseiro'

A rivalidade entre Daniel Cormier e Jon Jones pode ter um fim no dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA). Isso porque eles fazem a luta principal do UFC 200, em revanche histórica que vale o cinturão dos meio-pesados do UFC. Mas, diferente do primeiro encontro, o clima de tensão e ódio não existe. Pelo menos para o campeão interino, Jon Jones.

Segundo o americano, ele trata o duelo com Cormier como "só mais uma luta", sem envolver outros sentimentos pessoais na disputa que se aproxima.

- É só mais uma luta pra mim, pra ser honesto. Obviamente não quero perder para ninguém, e tenho muito em jogo. Mas quanto ao ódio, não é tão poderoso quanto antes. Ainda estou motivado e empolgado para dar um chute na bunda de DC, mas o ódio não está mais me incomodando - explicou, em entrevista ao site MMA Junkie.

Além da revanche entre Jones e Cormier, o UFC 200 traz lutas como Brock Lesnar x Mark Hunt, José Aldo x Frankie Edgar, Miesha Tate x Amanda Nunes, entre outras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos