São Paulo é procurado por clube para dar informações de Getterson

O São Paulo já foi procurado por uma equipe para repassar as informações colhidas de Getterson. O contato foi feito por telefone e os interessados requisitaram os dados que o departamento de análise e a comissão técnica do Tricolor tiraram do atacante de 25 anos.

Na última quinta-feira, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva chegou a dizer que apostava que o time do Morumbi ajudaria a projetar a carreira do atleta, contratado e dispensado em um intervalo de seis horas por se declarar corintiano e chamar os tricolores de "bambis" em uma conta de Twitter.

No mesmo dia, Edgardo Bauza se mostrou irritado com a desistência da diretoria no negócio por pressão de torcedores do clube, dizendo que a decisão não tinha "lógica". A bronca de Patón deve-se ao fato de que o nome de Getterson foi definido com muita cautela e estudo da comissão técnica.

O departamento de análise de desempenho iniciou a observação do atacante do J. Malucelli ainda no Campeonato Paranaense, em que o atleta marcou cinco gols e deu quatro assistências. Depois, quando o Tricolor visitou o Coritiba pelo Campeonato Brasileiro, os auxiliares Pintado e José Di Leo, além do coordenador técnico René Weber, assistiram a uma partida in loco.

Preocupado com o impacto da dispensa, um funcionário do São Paulo passou bom tempo conversando com Getterson no CT da Barra Funda na última quarta-feira. A ideia era mostrar ao jogador que portas haviam sido abertas mesmo com a polêmica entre os torcedores do Tricolor, o que já foi provado com a primeira consulta feita ao clube paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos