De 'cabeça mais fria', Lugano volta atrás e diz que expulsão foi justa

O São Paulo já tinha perdido as esperanças de reverter o placar contra o Santos quando Diego Lugano piorou a situação do time com uma expulsão. Amarelado nos minutos finais por falta em Gabigol - que originou o terceiro gol santista no Pacaembu -, o zagueiro continuou reclamando com o árbitro Raphael Claus, recebeu cartão vermelho e está fora do jogo contra o Fluminense, na próxima quarta-feira, no Morumbi. Após a partida, o uruguaio não evitou uma crítica ao juiz, mas disse que a decisão do juiz foi "justa".

- Reclamei porque achei desnecessário um jogo decidido ele ajudar o mandante. Reclamei com o árbitro, mas agora, de cabeça mais fria, acho que a expulsão foi justa - afirmou o defensor.

Além de Lugano, Calleri também será desfalque contra o Flu. O argentino recebeu o terceiro amarelo, cumprirá suspensão automática e entrará na longa lista de desfalques, que já conta com os lesionados Kelvin, Wesley, Breno, Wellington, Lucas Fernandes, Mena e Renan Ribeiro, além do poupado Thiago Mendes. Apesar dos desfalques, Patón deverá poupar seus titulares, já de olho na semifinal da Libertadores, no dia 6 de julho, contra o Atlético Nacional.

O tropeço deixou o São Paulo em décimo lugar no Brasileiro, com 15 pontos. Lugano lamentou a situação da equipe e os desfalques, mas garantiu que o revés deste domingo não afetará a equipe no torneio continental.

- Brasileiro e Libertadores são torneios diferentes. Estamos a quatro jogos da glória. Mas a situação (no Brasileiro) é preocupante pois deixamos de vencer muitos jogos em casa, e o Santos é um time bom também. Mas a gente nunca consegue ter um time completo e isso está prejudicando - concluiu Lugano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos