Aos 34, lutador ex-UFC morre após ser atropelado no Canadá

Uma péssima notícia agitou o mundo das lutas. Segundo a CBC News, o ex-lutador do UFC Ryan Jimmo foi assassinado na manhã deste domingo. O atleta teria se envolvido em uma discussão em um estacionamento e acabou atropelado intencionalmente por outro homem que está foragido.

O caso aconteceu na cidade de Edmonton, localizada em Alberta, no Canadá. Segundo informações uma batida entre dois carros teria acontecido em um estacionamento. Ryan teria caminhado em direção ao carro do agressor e discutido, e quando deu as costas acabou atropelado. O motorista que o atropelou fugiu. Ele foi socorrido por uma ambulância, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Aos 34 anos, Jimmo deixa um cartel de 19 vitórias e apenas cinco derrotas. O canadense atuou pelo UFC de julho de 2012 até maio de 2015. Ele foi responsável por um dos nocautes mais rápidos da história da organização, quando atropelou Anthony Perosh em apenas sete segundos, em sua luta de estreia no Ultimate.

O presidente do UFC Dana White confirmou a notícia na internet e deixou sua mensagem de "descanse em paz".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos