Messi diz que não joga mais pela Argentina: 'Acabou para mim'

O terceiro vice-campeonato seguido em dois anos e o pênalti perdido na final da Copa América de domingo, contra o Chile, arrasaram Lionel Messi a ponto de o craque da seleção da Argentina anunciar que não atuará mais com a camisa de seu país. Muito abatido, em entrevista ao canal "TyC Sports", o camisa 10 admitiu ser um momento difícil, mas soltou a bomba.

- É incrível, mas não dá. Não passamos de novo nos pênaltis. É a terceira final seguida. Buscamos, tentamos. É difícil, o momento é duro para qualquer análise. No vestiário pensei que acabou a seleção para mim. Não é para mim. É o que sinto agora, é uma tristeza grande que volto a sentir. Foram quatro finais, infelizmente não consegui. Era o que mais desejava - afirmou Messi.

- É para o bem de todos (deixar a seleção). Por mim e por todos, muitos desejam isso. Não se conformam com chegar a final, nós também não nos conformamos. Perdemos mais uma vez nos pênaltis - disse.

Messi perdeu a primeira cobrança da Argentina, após o Chile também errar, com Vidal. O craque mandou sua penalidade por cima do gol. Biglia perdeu a outra antes de o Chile fechar a conta e conquistar o bicampeonato na Copa América após o 0 a 0 no tempo normal e prorrogação. Também nos pênaltis, também após um empate sem gols, a Argentina perdeu a competição do ano passado para os chilenos. Em 2014, Messi e seus companheiros esbarraram na Alemanha na final da Copa do Mundo, no Brasil: derrota por 1 a 0 no fim da prorrogação, no Maracanã. O craque acumula ainda outro vice com a seleção de seu país: a Copa América de 2007, após final contra o Brasil.

Com dois ouros olímpicos, Messi não conquistou nenhum título com a Argentina, que vive um jejum de 23 anos sem nenhuma taça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos