Chulapa passa apelido a Rodrigão e prevê: "Vai dar certo no Santos"

  • Divulgação/SantosFC

    Rodrigão teve boa atuação com a camisa do Santos

    Rodrigão teve boa atuação com a camisa do Santos

"Centroavante sumiu, essa é a verdade."

A frase acima é de quem conhece da posição. Autor de mais de 300 gols, Serginho Chulapa é ídolo de São Paulo e Santos e atualmente trabalha como auxiliar-técnico do Peixe. Aos 62 anos, ele passou a conviver com um atacante que tem característica rara no futebol moderno, repleto de "falsos camisas 9". Trata-se de Rodrigão, novo reforço do Santos, com dois gols em dois jogos.

O camisa 22 ganhou com os dois gols um apelido que lhe deixa otimista no bom começo, o de Rodrigo Chulapa, dado por diversos torcedores nas redes sociais.

"A gente sabe da história dele, um goleador nato. É uma forma de carinho, fico agradecido por isso. Meu pai viu ele jogando, sabe quem é. Falou para prestar atenção, procurar, porque ele sabia fazer gol. A fama dele é incrível, foi sensacional", conta Rodrigão, em entrevista ao "Lance".

Serginho Chulapa confessa que gostou das apresentações de Rodrigão e que quer passar seu conhecimento diretamente ao centroavante.

"Vou poder fazer alguns treinamentos que vão ajudar ele. É um nome que vai ajudar bastante ele (Rodrigo Chulapa). Para mim, é uma honra ele ser chamado assim. Parece um pouco comigo mesmo, ele é forte, vai se dar bem no Santos", aposta o ídolo e ex-camisa 9 do Peixe.

"Fico feliz em receber conselhos dele. Vou tentar receber essas dicas da melhor forma para aplicar dentro de campo", avisa Rodrigão, ansioso para a aula do ídolo.

Seja pelos conselhos de Serginho, por Ricardo Oliveira ou Rodrigão, o Santos está em... bons pés.

Confira o bate-bola com Serginho Chulapa:

Contratar um atacante com jeito de centroavante e que corresponda é um achado?

Centroavante sumiu, essa é a verdade. O Santos descobriu o Rodrigão em uma fase muito boa, 18 gols. É uma marca boa, o Santos teve a felicidade de trazê-lo e ele corresponder. O mais importante é termos um centroavante de área, finalizador, que não tem no Brasil.

Atualmente os técnicos cobram jogadores rápidos. Como é ser um centroavante no futebol moderno?

No jogo contra o São Paulo, o Rodrigão demorou para aparecer, mas fez o gol quando apareceu. Centroavante é isso. Não tem que dar chapéu, tem que fazer gol!

Acha que o Rodrigão se parece com você em alguns aspectos?

Ele é muito gente boa. Vejo perfil de artilheiro nele. Alguns tem dúvida quando um jogador vem do Nordeste, mas vejo só no jeito de andar dele que vai se dar bem no Santos.

Que conselho daria para ele?

Para manter a humildade e se impor dentro de campo. Tenho certeza que vai dar alegria para o Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos