Hulk será o mais caro da China: veja astros que estão 'rindo à toa' no país

Nem mundo árabe, nem Leste da Europa. De uns tempos para cá, a China se tornou o novo pólo futebolístico. Nesta terça-feira, por exemplo, a confirmação da ida de Hulk para o Shangai SIPG vem bombando nos noticiários esportivos, já que ele será o protagonista da transferência mais cara do país asiático (foi pago mais de R$ 200 milhões por ele).

Caso o atacante da Seleção Brasileira feche mesmo com o clube de Xangai, ele passará Alex Teixeira, outro brasileiro, que tinha o status de o mais valioso no país. Além do ex-Vasco, diversos atletas por aqui se sentiram seduzidos pelas ótimas ofertas dos clubes chineses.

Para se ter uma noção, entre as 15 maiores transferências por lá, sete são atletas nascidos no Brasil. Uma curiosidade: dois deles saíram recentemente do Corinthians (Gil e Renato Augusto), que ainda perdeu Jadson, também por uma quantia considerável, e Ralf, sem vínculo.

No entanto, não são só destaques brasileiros que têm partido rumo à China. O atacante Jackson Martínez, ex-Atlético de Madrid, aceitou jogar no Guangzhou Evergrande por incríveis 42 milhões de euros (cerca de R$ 160 milhões). Hoje, o colombiano é o segundo jogador mais caro do país.

O marfinense Gervinho, o senegalês Dem Ba, o ganês Asamoah Gyan e o colombiano Fredy Guarín, todos com passagens por gigantes europeus, são outros astros que estão se aventurando na China, que pretende se transformar numa potência mundial nos próximos anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos