No Vitória, Vagner Mancini esconde time para duelo contra o Sport

Vagner Mancini terá dor de cabeça para escalar a equipe do Vitória visando o duelo desta quarta-feira contra o Sport Recife, no Barradão, às 19h30. Fernando Miguel, Guilherme Mattis, Noberto, Maicon Silva, Leandro Domingues, Alípio e Marinho estão lesionados e não estão à disposição. Já o artilheiro Kieza, recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada e fica de fora do clássico nordestino. Mancini falou sobre situação.

- Não é mistério. Tenho dúvidas. Dúvidas relacionadas não só ao esquema tático, mas também às peças. Vou ter que mexer na equipe, não tenho o Marinho nem o Kieza, terei que remodelar o ataque do Vitória. Se eu adiantar algo agora, corre o risco de, no momento do jogo, vocês não encontrarem a equipe que foi dita hoje. Acho melhor guardar e soltar a equipe somente momentos antes da partida - disse o técnico.

O treinador não quis revelar nem a formação tática que deve ser usada no confronto válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Contra o Grêmio, o time atuou com três zagueiros, já contra a Ponte, foram dois, com quatro homens de meio-campo.

- Naquela oportunidade (contra o Grêmio), tínhamos uma necessidade diferente. Ainda não está definido o sistema de jogo. Vou falar com os atletas na concentração, sentir deles o que é melhor contra o Sport. Vamos olhar cada jogo do campeonato como se fosse o último para que a estratégia montada seja a específica para aquela partida - comentou.

A única definição no Vitória é a de que Marinho e Kieza farão falta. Juntos, os dois marcaram nove dos 12 gols, 75% do total. Mancini não esconde o impacto que a ausência da dupla provoca no time, que pela primeira vez no campeonato atuará sem seus dois principais atacantes.

Mancini lamenta muito as ausências de Kieza e Marinho, que juntos, marcaram nove dos 12 gols do Vitória até o momento na competição. Primeira vez que equipe não contará com os dois no Campeonato.

- São atletas que certamente farão falta, estão muito encaixados no sistema tático, têm peso, o torcedor está acostumado com eles, são os artilheiros da equipe. Óbvio que sentiremos falta. Mas futebol é feito de oportunidade. Espero que quem entrar possa fazer um bom jogo e ajudar o Vitória a fazer um bom jogo diante do Sport, que está se reabilitando no campeonato. Necessidade do Vitória agora é confirmar um bom jogo em casa contra uma equipe difícil - pontuou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos