Campeão olímpico na natação recorre à CAS para ir à Rio-2016

O nadador sul-coreano Park Tae-hwan, medalhista de bronze nos 400m livre nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão do Comitê Olímpico da Coreia do Sul (KOC) e a Federação Coreana de Natação (KSF), que o impediu de disputar a Olimpíada do Rio por envolvimento em caso de doping.

Em março do ano passado, a Federação Internacional de Natação (Fina) o suspendeu por 18 meses após ele testar positivo para testosterona. Sua proibição começou em 3 de setembro de 2014 e terminou em 2 de março de 2016. O problema é que o regulamento do comitê olímpico do país proíbem que um atleta de atue pela equipe nacional antes de três anos após o fim de uma sanção.

O atleta também acumula outras três medalhas de prata olímpicas, sendo uma conquistada na China e outras duas em Londres-2012. Park Tae-Hwan é o único nadador sul-coreano com uma medalha olímpica na natação.

O prazo final de inscrição de nadadores para os Jogos do Rio é 18 de julho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos