Apesar dos cinco gols, Gomes reclama da arbitragem: 'Pouca vontade'

A péssima noite da defesa do Botafogo não constrangeu o técnico Ricardo Gomes a criticar a arbitragem do jogo contra o Atlético-MG. Apesar da derrota por 5 a 3, o treinador entende que o árbitro Rogério Pablos Zanardo falhou em momentos cruciais da partida. Ele ainda valorizou a atuação ofensiva de seus comandados na partida desta quinta-feira.

"Teve o gol com 20 segundos (na verdade, 12). Mesmo assim, sofremos 15 minutos de pressão e jogamos até melhor. O segundo gol do Atlético vem de um erro da arbitragem, que esqueceu de marcar um pênalti no Renan (Fonseca, em outro lance). A falta no Camilo ele não quis marcar", afirmou, visivelmente irritado, antes de ponderar a reclamação:

"Eu raramente reclamo da arbitragem. Mas está claro que ele estava com pouca vontade com o Botafogo", afirmou.

Na verdade, o time de General Severiano tem suas razões de reclamar da arbitragem. Um impedimento mal marcado impediu Ribamar de sair na cara do goleiro Victor, quando ainda estava 1 a 0. No lance do segundo gol, a reclamação foi de falta no meia Camilo, na origem da jogada. O suposto pênalti em Renan Fonseca teria sido também no primeiro tempo, após cruzamento.

Ricardo Gomes, porém, não poupou a defesa. Afinal, não é todo dia que se volta para cada com cinco gols na bagagem.

"Voltamos bem para o segundo tempo, claro que havia a possibilidade de o Atlético-MG aumentar o placar, mas tivemos oportunidades. Mas tivemos, de novo, um erro de posicionamento, no terceiro gol, e tomamos o quarto gol em seguida. O ataque funcionou e a defesa não foi das melhores", resumiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos