Cueva mostra intensidade em estreia de 'coração e mente' no São Paulo

Lesão de Paulo Henrique Ganso à parte, o jogo do São Paulo contra o Fluminense serviu para que boas impressões marcassem a estreia de Christian Cueva. O primeiro peruano da história do clube não se intimidou com o debute no Morumbi e apresentou intensidade elogiável, incluindo participação no gol que abriu caminho para a vitória paulista por 2 a 1.

Segundo números do Footstats, Cuevita acertou 36 dos 42 passes que tentou diante dos cariocas, além de arriscar três finalizações e três cruzamentos - um deles resultou no gol de João Schmidt. O baixinho, que completou apenas um drible, ainda mostrou entrega na marcação com tentativas de desarmes e até uma falta cometida, que rendeu a ele o primeiro cartão amarelo pelo Tricolor.

- Estou muito contente com a minha estreia, porque estava com gana de jogar e ganhar. Estou feliz com a minha primeira partida, comecei bem o jogo e tentei algumas jogadas, mas com o tempo vou evoluir ainda mais. Vou adquirir mais ritmo de jogo e buscar o entrosamento ideal com meus novos companheiros - destacou o camisa 13, ao site oficial do clube paulista.

Após o duelo com o Flu, Cueva concedeu entrevista na zona mista do Morumbi e não escondeu a alegria por começar uma história no São Paulo, ao falar que atuou com o "coração e a mente" para guardar todos os momentos na memória. Jornais peruanos procuraram o Tricolor nos últimos dias para pedir fotos do meia-atacante na partida, em atuação elogiada por Edgardo Bauza.

- Creio que, em linhas gerais, foi uma boa estreia do Cueva. Pelo pouco tempo de trabalho desde a sua chegada, ele fez um grande trabalho com a equipe. O Cueva é muito técnico e pode jogar em diferentes funções táticas. Então, em linhas gerais estou feliz com a primeira partida do Cueva - exaltou Patón.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos