Lateral do Brasil de Pelotas ressalta apoio da torcida: 'É o diferencial'

Apesar de a derrota para o Londrina por 1 a 0, na última terça-feira, o Brasil de Pelotas ainda não perdeu jogando como mandante na Série B do Campeonato Brasileiro. Contente com o desempenho em casa, o lateral-direito Marlon, de 30 anos, se diz impressionado com o apoio dos torcedores gaúchos.

- É muito bom jogar em casa, aqui a torcida é muito apaixonada e eles não param de cantar. Os torcedores ficam no portão desde a nossa entrada no estádio. Isso motiva muito dentro de campo e, sinceramente, eu nunca tinha visto essa vibração em nenhum clube aqui no Brasil - disse o jogador que já defendeu clubes como Criciúma, Vasco, Bahia e Paysandu.

Homem das bolas paradas e de confiança do técnico Rogério Zimmermann, Marlon ainda diz que está vivendo uma das melhores fases de sua carreira.

- Estou muito feliz aqui, desde o primeiro dia eu fui muito bem recebido e já me sinto em 'casa'. Meu contrato vai até 30 de novembro, mas quero permanecer por muito mais tempo e ajudar o Xavante a conquistar o acesso no Brasileirão - concluiu o jogador.

No próximo sábado, o Brasil de Pelotas recebe o Joinville no Centenário. A partida, válida pela 13ª rodada da Segundona, está marcada para às 16h.

Na tabela de classificação, a equipe gaúcha é a 11ª colocada, com 19 pontos, enquanto o time catarinense está na zona de rebaixamento, no 18º lugar, e com apenas 11 pontos somados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos