São Paulo também pode perder Hudson para duelo com colombianos

Os problemas do São Paulo para a disputa da semifinal da Copa Libertadores da América estão longe do fim. Depois das lesões de Kelvin e Paulo Henrique Ganso, o Tricolor agora corre o risco de perder Hudson, pelo menos para o duelo de ida contra o Atlético Nacional (COL). A partida está marcada para o dia 6 de julho, próxima quarta-feira, no Morumbi.

Hudson sofreu um estiramento na coxa esquerda, agravado por ter atingido ainda áreas do púbis, em 22 de maio, durante derrota por 2 a 1 para o Internacional no Campeonato Brasileiro. Depois de um mês no Reffis, ele retomou os treinos no campo e chegou a ser usado por Edgardo Bauza por alguns minutos no último domingo, nos 3 a 0 sofridos para o Santos.

O marcador acabou voltando a sentir dores no local e fez trabalhos mais leves no campo, ao lado de Wesley, que também se recupera de problema muscular. Como o incômodo não passou, Bauza decidiu preservá-lo do jogo de quarta-feira contra o Fluminense e novas avaliações foram feitas, com uma fibrose (problema na cicatrização) diagnosticada.

A ideia era aproveitar a partida de domingo contra a Ponte Preta, às 16h, em Campinas, para que Hudson recuperasse um pouco mais do ritmo de jogo antes de encarar o Atlético Nacional como titular. Com o novo problema, no entanto, o plano deve ser abortado e os trabalhos de fisioterapia intensificados para que o camisa 25 possa, ao menos, jogar a partida de volta.

Se não puder atuar na próxima quarta no Morumbi, Hudson deve dar lugar a João Schmidt. O camisa 15 disputou os últimos dez compromissos da equipe, sendo oito como titular, inclusive marcando gol nos 2 a 1 sobre o Fluminense. Thiago Mendes fica como o outro volante, enquanto Artur deve ser inscrito para compor o banco e Wesley, se tiver condições, pode atuar mais avançado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos