STJD vai apurar uma possível superlotação no jogo entre Fla e Inter

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

A procuradoria do STJD vai analisar as imagens da partida da última quarta-feira entre Flamengo e Internacional, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, para verificar a possibilidade de denunciar o Rubro-Negro caso haja confirmação da uma superlotação no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES).

Muitos torcedores ocuparam espaços indevidos no local para acompanhar a vitória por 1 a 0 do Fla. O Corpo de Bombeiros deixou o jogo com clara impressão de excesso de pessoas no estádio, mas informou à "TV Gazeta" que vai dar continuidade à investigação para verificar se houve acesso indevido e além da conta às dependências do Kleber Andrade. O estádio tem capacidade para 21 mil pessoas.

Segundo José Luiz Portella, colunista do "Lance", a responsabilidade no caso de uma possível superlotação é exclusivamente do mandante - nesta situação, do Flamengo.

"O Estatuto do Torcedor é muito claro nesse tipo de caso (superlotação do estádio). Toda a segurança e organização em torno de uma partida é de responsabilidade do mandante. No Kleber Andrade, o Flamengo era o dono do espetáculo e tinha a obrigação de verificar e informar aos responsáveis num eventual problema", disse Portella.

Uma suspeita de superlotação no estádio capixaba não é novidade. Em março deste ano ano, por exemplo, houve uma situação parecida em que torcedores se instalaram em barrancos do local, no jogo entre Vasco e Boavista, pelo Campeonato Carioca.

Na súmula do duelo entre Flamengo e Inter, nada foi relatado por Ricardo Marques Ribeiro, árbitro do confronto, sobre um possível número acima do permitido nas arquibancadas do Kleber Andrade. Como o STJD avisou que irá apurar melhor o caso, resta ao Rubro-Negro, que ainda não se pronunciou, aguardar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos