José Loreto revela como interpretar Aldo na telona mudou sua vida

A rotina e hábitos alimentares do ator José Loreto tiveram que mudar radicalmente, para interpretar o ex-campeão dos penas do UFC, José Aldo, no longa-metragem "Mais Forte que o Mundo", que conta a trajetória do atleta, desde o início da vida até o título no Ultimate, mantido por quase cinco anos.

E se a vida do Campeão do Povo foi complicada, repleta de desafios, o ano que antecedeu as filmagens para Loreto também seria digno de filme, como ele mesmo define.

"O filme mudou minha vida de verdade. Foi tanto tempo de dieta, que meu paladar mudou. Sempre digo que fiquei quase um ano sem comer", brinca o ator, que é faixa-preta de judô, praticante de CrossFit.

"Não comia pão, não comia massa, não comia feijão, não comia nada. Fiz uma dieta paleolítica, sem carboidratos. Perdi cinco quilos e cheguei a pesar 78kg. No filme estava com 80 e pouco e fiquei com 2% de gordura, algo que nunca tinha atingido", completa.

Para chegar a este patamar, José Loreto fez a chamada "dieta paleolítica ou apenas paleo", que consiste no regime alimentar usado pelos humanos antes de terem a possibilidade de cozinhar os alimentos e antes de terem iniciado as atividades de produção agrícola. Isto é, muitos alimentos ricos em fibras e proteínas. A dieta foi acompanhada de perto por um nutricionista, o que para ele, apesar do excelente resultado, alterou suas relações cotidianas.

"Entrei em uma dieta que não comia nada industrializado. Sequei muito, mas teve o lado ruim. A Débora (Nascimento, esposa de Loreto) sentiu o meu mau humor (risos). Ia em hamburguerias e trocava o pão por alface. Foi triste neste ponto, mas agora passou", afirma, sem esquecer o lado bom:

"Melhorei muito meus hábitos. Hoje, por exemplo, não como mais pão e leite de manhã. Prefiro um suco verde e um omelete. Também incluí mais legumes e saladas no meu cardápio. Estou me sentindo muito melhor: mais ativo, mais disposto, meu sono melhorou também. A gente é o que a gente come", comenta.

Apesar de ser faixa preta de judô, José Loreto também buscou conhecimento em se especializar ao máximo no MMA.. O treinamento foi pesado, com direito a sessões na equipe Nova União, onde treina José Aldo, o que além da alimentação, o ajudou a ficar mais em forma para interpretar o ídolo em sua essência.

"Virei um lutador, quis entender. Treinei quatro horas por dia. Na alimentação e suplementação, busquei o mais saudável, com ajuda do profissional. Queria passar por isso, não só pela parte física, mas também pela parte psicológica, para sentir o sofrimento que o atleta passa", conta.

O filme "Mais Forte que o Mundo" está nos cinemas de todo o Brasil desde 16 de junho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos