Cristiano Ronaldo sai do chão, e Portugal se garante na final da Euro

A primeira vitória de Portugal durante o tempo regulamentar na Eurocopa-2016 será lembrada pelo triunfo individual de Cristiano Ronaldo sobre Bale no duelo entre os astros do Real Madrid. O gajo mostrou impulsão e por que está a caminho da quarta Bola de Ouro da carreira. O britânico, por sua vez, ainda está em um nível um pouco abaixo. Após cinco empates, os lusitanos desencantaram e chegaram à final do torneio com um placar de 2 a 0 sobre o País de Gales.

Com passaporte em mãos, em busca do primeiro título da Euro, Portugal embarcará para Paris, aguardando o vencedor de França e Alemanha. A decisão será no Stade de France, no próximo domingo.

Como esperado, Cristiano Ronaldo e Bale tiveram atenção especial dos marcadores adversários. O gajo tentou entrar na área, se enroscou com os zagueiros de Gales, reclamou muito e não arrumou nada durante o primeiro tempo. Já o camisa 11, quando tocava na bola, sempre era acompanhado de perto por dois carrapatos. Na única grande jogada, o astro britânico arrancou com a bola e arriscou de longe para uma defesa sem esforço do goleiro Rui Patrício.

As duas seleções não encontravam um meio de campo capaz de ter imaginação para superar as duas defesas. As jogadas de ataque foram basicamente cruzamentos rechaçados pelas retaguardas e sem muito perigo para as metas rivais.

O brilho do jogador diferenciado resplandeceu sobre o gramado do Parque Lyon durante a segunda etapa. No primeiro ataque lusitano, Cristiano Ronaldo decolou e, de cabeça, abriu o marcador. Dois minutos depois, o craque bateu cruzado. Nani desviou a trajetória da bola, matou o goleiro Hennessey e ampliou para Portugal.

País de Gales não teve outra opção. O técnico Chris Coleman colocou Vokes, o terceiro atacante. Ainda assim, a equipe britânica estava desorganizada, abatida e sem criatividade alguma. Até Bale começou a errar. Portugal, em contrapartida, foi ganhando mais espaço para encaixar contra-ataques.

Em vantagem, Portugal não foi incomodado. Pelo contrário, ainda poderia até ter feito o terceiro ou o quarto gol. No fim, a vaga foi merecida. Os Heróis do Mar estão próximos de conquistar a França.

FICHA TÉCNICA

PORTUGAL X PAÍS DE GALES

Local: Estádio Parque Lyon, em Lyon (FRA)

Data: 6 de julho de 2016

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Jonas Eriksson (SUE)

Assistentes: Mathias Klasenius (SUE) Daniel Wärnmark (SUE)

Cartões amarelos: Cristiano Ronaldo (POR); Allen, Chester, Bale (GAL)

Cartões vermelhos:

Gols: Cristiano Ronaldo, 5'/2ºT (1-0); Nani, 7'/2º T (2-0)

PORTUGAL: Rui Patrício, Cédric, Bruno Alves, José Fonte e Raphael Guerreiro; Danilo Pereira, Adrien Silva (João Moutinho, 33'/2ºT), João Mário e Renato Sanches (André Gomes, 28'/2ºT); Nani (Quaresma, 40'/2ºT) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Fernando Santos.

PAÍS DE GALES: Hennessey, Chester, Williams e Collins (Jonathan Williams, 17'/2ºT); Gunter, Allen, Ledley (Vokes, 11'/2ºT), King e Taylor; Bale e Robson-Kanu (Church, 17'/2ºT). Técnico: Chris Coleman.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos