Flu sonda situação de Óscar Romero, do Racing, mas pedida alta assusta

Em busca de um camisa 10 para reforçar o elenco tricolor, a diretoria do Fluminense sondou a situação do meio-campista paraguaio Óscar Romero, porém, os altos valores pedidos pelo Racing (ARG) já esfriaram a possível negociação entre os clubes. Os argentinos avaliam que o jogador, de 24 anos, em cerca de 8 milhões de euros, aproximadamente R$ 29 milhões.

O contato do Fluminense por Óscar Romero foi confirmado pelo presidente do Racing, Victor Blanco, aos canais ESPN. O Tricolor das Laranjeiras, por sua vez, sequer chegou a fazer uma proposta oficial pelo meio-campista, que é irmão de Ángel Romero, atacante paraguaio do Corinthians.

Ao saber da pedida do Racing, a diretoria do Fluminense recuou. O clube carioca estaria disposto em investir, no máximo, metade do valor especulado pelos argentinos, cerca de R$ 14 milhões.

A chegada de um camisa 10 nas Laranjeiras é tratada como prioridade desde o início da temporada, mas a diretoria ainda não conseguiu fechar um acordo. Além de Romero, a situação do argentino Dátolo, do Atlético-MG, é monitorada no Fluminense, mas o diretor-executivo negou que esteja negociando a vinda do atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos