Levir Culpi repensa decisão e vai seguir trabalho no Fluminense

A declaração de Levir Culpi após o empate com o Ypiranga-RS, na qual o treinador colocou o cargo à disposição, já são águas passadas no Fluminense. Nesta quinta-feira, o treinador acompanhou a atividade nas Laranjeiras e sua permanência no clube está confirmada.

A conversa com o presidente Peter Siemsen, que Levir Culpi pretendia ter nesta quinta-feira, aconteceu durante a madrugada, momentos depois da sua declaração pós-jogo. Já nesta conversa ficou encaminhada a sequência do trabalho do comandante.

Nesta quinta, após retornar de Volta Redonda, Levir Culpi e Peter Siemsen almoçaram juntos e selaram a permanência do treinador. O presidente também reforçou o esforço da diretoria em qualificar o elenco para a sequência da temporada.

Durante o treino desta quinta-feira, Levir Culpi permaneceu sentado a maior parte da atividade, que só contou com jogadores reservas e não relacionados no confronto com o Ypiranga. Após um trabalho regenerativo na academia, os titulares foram para o gramado e deram algumas voltas no campo das Laranjeiras.

As ausências ficaram por conta de Wellington Silva e Gustavo Scarpa. O lateral-direito e o meio-campista deixaram o jogo lesionados e iniciaram os tratamentos ainda durante a partida. Scarpa sofreu uma torção leve no joelho direito. Wellington Silva, por sua vez, uma fisgada no músculo posterior da coxa esquerda.

Reforço apresentado na última terça-feira, Henrique Dourado mais uma vez só correu em torno do gramado. O centroavante vem trabalhando em dois turnos para acelerar sua readaptação após dois meses de férias. A expectativa é que esteja em condições de atuar em duas semanas.

O Fluminense volta a campo neste domingo, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O adversário será o Vitória, em Salvador, no Estádio Barradão, às 19h30.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos