Magno Alves vê crise exagerada e pede por permanência de Levir Culpi

  • MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

    Fluminense e Ypiranga empataram em 1 a 1 no Rio de Janeiro

    Fluminense e Ypiranga empataram em 1 a 1 no Rio de Janeiro

Após o empate com o Ypiranga-RS em 1 a 1, nesta quarta-feira (06), o técnico Levir Culpi afirmou que pode deixar o comando do Fluminense, dependendo apenas de uma reunião com o presidente Peter Siemsen nesta quinta-feira (07). Autor do gol do empate, o atacante Magno Alves comentou a decisão do técnico e afirmou que a responsabilidade é dos jogadores dentro de campo.

"A gente sabe que a cultura do futebol brasileiro é fazer cair o treinador, mas os maiores culpados somos nós dentro de campo", afirmou ao "Sportv".

Mesmo admitindo a fase ruim vivida pelo clube das Laranjeiras, o veterano atacante vê um exagero nas críticas ao time. Durante a semana, houve protestos na sede e membros de organizadas chegaram a depredar o ônibus que levava os jogadores para Volta Redonda, local do jogo diante do Ypiranga.

"A gente não está vivendo uma coisa desgraçada. Estamos a quatro pontos do G4 no Brasileiro. O resultado não foi legal, empatamos com o Ypiranga, mas eu creio que é algo precipitado. Espero que ele fique conosco, porque não tem culpa nenhuma", declarou o atacante camisa 20 do Fluminense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos