Dos Anjos é nocauteado, e Brasil fica sem título no UFC após quase seis anos

O primeiro evento da "semana internacional da luta" alternou altos e baixos para o Brasil. Com um card recheado de atletas tupiniquins, o evento contou com grandes emoções e vitórias relevantes no card preliminar, mas acabou com Rafael dos Anjos perdendo o cinturão dos leves ao ser nocauteado no primeiro round por Eddie Alvarez, no UFC Fight Night, que aconteceu nesta quinta-feira, em Las Vegas (EUA).

Com o resultado, o Brasil ficou sem ter ao menos um cinturão do UFC. O país não fica sem um título da organização desde outubro de 2016, quando Anderson Silva conquistou o cinturão dos médios e iniciou seu reinado na divisão até 84kg.

O duelo entre dois atletas explosivos e agressivos começou como o esperado, com ambos partindo para a trocação franca. O brasileiro começou melhor, com golpes encaixados e trabalhando a distância. Rafael chegou a abalar Eddie com um chute alto e socos potentes. Alvarez resistiu e soube se movimentar, mostrando paciência. Depois de quase encaixar uma guilhotina no rival após um movimento errado, Dos Anjos levou um cruzado que o abalou e o deixou inconsciente por alguns segundos. Diante de um rival entregue, Eddie não deu espaços, acelerou o ritmo e encaixou socos que deixaram o brasileiro sem conseguir se recuperar até a interrupção do juiz.

- Obrigado a minha família e a todos que estão do meu lado. Rafael é resiliente, eu apenas esvaziei o tanque. Ele é um dos melhores do mundo e eu o nocauteei no primeiro round - afirmou o novo campeão do UFC

Lewis bate Nelson

Na co-luta principal do show, um duelo entre pesos-pesados que pediram para se enfrentarem. Na caminhada ao octógono, Roy Nelson entrou ao som de Mcichael Jackson, mas quem dançou no octógono foi o próprio "gordinho do UFC". Diante de Derrick Lewis, um rival mais agressivo, Nelson precisou se movimentar bastante e evitar a trocação franca, sofrendo diversos golpes.

O duelo começou agitado, com ambos trocando força na luta agarrada. Roy tentou um direto, mas Derrick se esquivou e respondeu com uma sessão de joelhada e socos. Lewis chegou a abalar Nelson em alguns momentos, mas o "gordinho do UFC" resistiu bravamente até o fim do round após diversos ataques. Na segunda etapa, Nelson começou tomando o centro do cage, enquanto Derrick parecia mais cansado. Roy chegou a derrubar o rival algumas vezes, onde tentou trabalhar posições, mas sem sucesso. Na última etapa, logo nos primeiros, Nelson acertou um cruzado, enquanto Lewis encaixou um soco e uma joelhada voadora. Roy seguiu investindo nas derrubadas para conter o ímpeto do adversário, mas acabou o o combate sofrendo socos fortes que quase o nocautearam.

Brasileiros brilham no card preliminar

Para abrir a noite eletrizante de lutas, um verdadeiro time de brasileiros saiu vitorioso do octógono no card preliminar do UFC Fight Night. Gilbert Durinho, Felipe Sertanejo, Vicente Luque, Pedro Munhoz e Albert Miná conquistaram triunfos em seus combates. Os quatro conquistaram suas vitórias com o jiu-jitsu, finalizando seus rivais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos