Assunção e Marreta são derrotados em card preliminar do UFC 200

O UFC 200 começou de forma eletrizante neste sábado, em Las Vegas (EUA). Os fãs que chegaram cedo na T-Mobile Arena viram três nocautes nas primeiras lutas do show. O evento contou com grandes apresentações em sua primeira etapa. Em uma das principais lutas, TJ Dillashaw se vingou de derrota sofrida para Raphael Assunção, em 2013. O brasileiro atuou bem, acertou bons golpes no rival, mas não teve o mesmo volume e a mesma efetividade que o rival e acabou derrotado na decisão dos juízes.

Com seu jogo afiado de muay thai e sua movimentação eficiente, Dillashaw soube encontrar a distância, encaixar golpes que seguraram o ímpeto de Assunção e conseguiu emplacar uma apresentação expressiva.

A LUTA

O duelo começou com bastante movimentação. TJ circulou no octógono e mostrou um volume maior de ataques, enquanto Raphael se mantinha mais centrado e arriscando alguns golpes mais potentes. O brasileiro chegou a acertar bons diretos no rival, mas Dillashaw foi mais ativo e eficiente no primeiro round de luta.

A segunda etapa começou com um bom direto de TJ, que fez escorrer sangue pelo nariz de Assunção. Com alguns hematomas no corpo, Raphael seguiu mantendo a calma e arriscando golpes mais potentes com um menor volume. Dillashaw usou mais os chutes e começou a encurralar o brasileiro com seus ataques perigosos.

Na última etapa, Raphael acertou bons golpes, mas Dillashaw continuou mais ativo. O americano encaixou socos, chutes, golpes de encontro e foi mais eficiente. Raphael aplicou golpes mais fortes, mas sem muito poder.

Penna vence bem Cat Zingano

No único duelo feminino do card preliminar do UFC 200, Julianna Pena venceu Cat Zingano na decisão dos juízes. Com uma apresentação sólida, a lutadora se recuperou após perder o primeiro round e soube controlar o confronto com Zingano no solo, onde arriscou posições de finalização e atacou o corpo da rival em diversos momentos.

Gastelum supera Hendricks

Em duelo entre dois lutadores canhotos, Kelvin Gastelum superou Johny Hendricks em duelo desenvolvido basicamente na luta em pé. Ambos investiram em seus poderosos golpes de esquerda, mas Kelvin foi mais efetivo na combinação de seus ataques. Ele chegou a abalar Hendricks por diversas vezes e quase conquistou o nocaute. No fim, vitória na decisão unânime dos juízes da luta.

Northcutt vence em luta apertada

Em duelo pelos meio-médios, Sage Northcutt e Enrique Marin fizeram uma luta bastante movimentada. Melhor em pé, Sage encaixou bons golpes e se movimentou bem, enquanto Marin resistiu bem aos ataques e se saiu melhor apenas quando o duelo foi para o solo. O espanhol teve diversas oportunidades de finalização, mas no total Northcutt mostrou mais volume e acabou vencendo na decisão unânime dos juízes.

Lauzon atropela Sanchez

Conhecidos por protagonizarem lutas empolgantes, DIego Sanchez e Joe Lauzon ficaram pouco tempo no octógono. Isso porque Lauzon aplicou um nocaute espetacular no rival após encaixar seu jogo de trocação e ignorar sua especialidade no jiu-jitsu. O fim da luta foi marcado pela demora do árbitro na hora de interromper o combate. Joe chegou a olhar para o árbitro enquanto acertava os golpes no rival, esperando uma ação. O duelo foi encerrado aos 1m26seg de luta por nocaute técnico de Lauzon.

Marreta é nocauteado por Mousasi

Primeiro brasileiro a se apresentar na noite, Thiago Marreta teve pela frente o experiente Gegard Mousasi. Apesar de um início cauteloso e movimentado, o brasileiro acabou nocauteado pelo rival. Mousasi teve paciência para encontrar a distância, trabalhar seu boxe afiado e encaixar seu jogo, que acabou abalando Marreta com um direto e golpes seguidos na cabeça até a interrupção do árbitro aos 4m32seg de luta.

- Acho que ele é um top dez, ele não tem um nome reconhecido, mas é perigoso. Sinto que tenho a melhor trocação da categoria dos médios do UFC - declarou o armênio-holandês logo após a luta.

Nocaute abre show histórico

A primeira luta do show contou com dois veteranos. Especialista no jiu-jitsu, Jim Miller não teve trabalho para dominar Takanori Gomi, levá-lo para o solo e usar bem seu ground and pound, onde atacou por cima e alcançou o nocaute técnico com uma série de golpes na cabeça do rival aos 2m18seg do primeiro assalto para vencer por nocaute técnico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos