Mais de mil crianças estão na fila de espera do Instituto de Neymar

  • AFP PHOTO / JOSEP LAGO

Criado para atender crianças entre 7 a 14 anos, o Instituo Neymar Jr é ponto de encontro dos pequenos na Praia Grande, em São Paulo. Cerca de 2.100 menores frequentam as instalações do complexo fundado pela família do craque da Seleção Brasileira. O problema é que o sucesso foi tanto desde o ano de fundação, que mais de mil crianças aguardam por uma vaga no ponto de lazer do bairro da Glória. Até mesmo um projeto voltado para os maiores de 14 anos já é desenvolvido à noite no local, na tentativa de aumentar a abrangência.

"Há uma enorme rotatividade, embora a lista de espera seja gigantesca. Além de ter a idade mínima, ainda é preciso estar frequentando a escola no período alternado e ter presença diária. Não há nenhum tipo de prova para seguir aqui ou algo assim, mas controlamos a frequência de todos os meninos. Se começa a faltar muito, entra na lista de ausentes, assim como quem não está na escola. A família também precisa colaborar com as ações que desenvolvemos para ela", explica Joel Moraes ao LANCE!, atual coordenador do Projeto de Neymar e família.

O Instituto é presidido por Nadine Santos, mãe do camisa 10 da Seleção. Antes, Benício Santos, tio de Neymar, era quem fazia a direção das instalações, mas deixou o cargo para se candidatar a vereador. Se o atacante aparece no local cerca de três vezes ao ano, Nadine é presença constante na Praia Grande, trabalho no qual dedica boa parte de seu tempo. No local, as crianças fazem atividades de reforço escolar, praticam esportes e têm direito a merenda todos os dias.

Neste sábado, o Instituto Neymar Jr recebe a presença do craque para a final do Neymar Jr's Five, torneio de futebol amador de cinco contra cinco. Três times estão na disputa por uma viagem com tudo pago à Barcelona e ingressos para uma partida do Barça no Camp Nou. O vencedor, além de ganhar o prêmio, ainda disputa uma partida com Neymar e cinco amigos.

"O interessante é que a gente recebe o pessoal de fora do Brasil que nunca havia saído de seu país e a nossa molecada ainda conhece novas culturas, aprende um pouco de outros idiomas", completa Joel. Nesta sexta-feira, o pai do atacante, Neymar da Silva Santos e a filha Rafaella estiveram na Praia Grande para acompanhar a fase de grupos das finais, mas não falaram com a imprensa.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos