Dorival absolve Gabigol e lembra de rivalidade entre Santos e Palmeiras

Em um clássico com torcida única no Allianz Parque na noite desta terça-feira, o atacante Gabigol não se conteve na comemoração após fazer o gol de empate do Santos sobre o Palmeiras. Após a partida, questionado se o jogador havia sido desrespeitoso com a torcida alviverde, o técnico Dorival Júnior o absolveu. Um isqueiro chegou a ser jogador por algum torcedor em direção a Gabigol.

- Peguem a comemoração do segundo gol do Palmeiras no Paulista e vejam se tem diferença do que o Gabigol fez hoje. Vou até olhar a comemoração dele de novo, mas não vejo que tenha sido tão acintoso - afirmou Dorival.

O treinador santista também lembrou da rivalidade envolvendo os dois times desde o ano passado. Palmeiras e Santos se enfrentaram nas finais da Copa do Brasil e Paulistão de 2015. No torneio nacional, os jogadores alviverdes não esconderam que estavam engasgados com o atacante Ricardo Oliveira.

- Acho que nós que estamos fora não temos o direito de fazer o que foi feito nas duas partidas anteriores (pelo Campeonato Paulista, após o título do Palmeiras na Copa do Brasil), que todos os movimentos foram para ter inimizades entre Palmeiras e Santos. Por isso que aquele ambiente que foi trabalhado em relação à partida da Copa do Brasil foi prejudicial. Aquele dia poderia ter desfecho diferente, com uma briga generalizada entre duas equipes que se respeitam - analisou Dorival.

Com o empate por 1 a 1, o Santos voltou ao G4 do Campeonato Brasileiro. O Peixe é o quarto colocado, com 23 pontos, enquanto o Palmeiras segue na liderança, com 29.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos