Moisés afirma que não jogou no sacrifício e vê pênalti não marcado

O meio-campista Moisés afirmou que não jogou o clássico contra o Santos no sacrífico. O camisa 28 foi substituído logo aos 12 minutos de jogo, com dores, deixando o Palmeiras com poucas opções para o segundo tempo no Allianz Parque. Depois da partida, o meia explicou que treinou sem problemas durante a semana e que se sentia bem para disputar o clássico. Insatisfeito com a arbitragem, criticou suposto pênalti não marcado a favor do Verdão.

- Não fui para o sacrifício. O campeonato é longo, a gente não ia arriscar dessa forma. Fui porque fiz os testes, estava muito bem, e a perspectiva era que eu jogasse o jogo todo. Senti logo no primeiro minuto e achei melhorar não forçar mais. Agora é aproveitar que estou suspenso, tratar da melhor forma para voltar 100% contra o Atlético-MG - disse o camisa 28, que recebeu cartão amarelo e desfalca o Palmeiras na próxima rodada, contra o Internacional.

A arbitragem do goiano Wilton Pereira Sampaio não agradou Moisés, que reclamou de um suposto pênalti não marcado pelo juiz ainda no segundo tempo da partida, quando Zeca teria desviado um cruzamento com a mão direita.

- Teve um lance no primeiro tempo com o Barrios, em que a bola bate no peito, resvala na mão e o juiz dá falta. Porque foi fora da área, né? Dentro da área ele não tem coragem de usar o mesmo critério. Tem de se destacar isso também. Mas o time adversário tem bons jogadores, foi um jogo de igual para igual. Mas há de se destacar que houve um pênalti claríssimo não marcado - reclamou.

Na liderança com um ponto a mais que o arquirrival Corinthians e a seis de distância do quarto colocado Santos, o Palmeiras volta a campo no próximo domingo, no Beira-Rio, para enfrentar o Internacional, às 16h, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos